SEXTAS EM REVISTA – LISPECTORIANAS

“- ACORDE UM ROSTO APAGADO –

Você saberia “criar”, sobre um rosto apagado, seu verdadeiro rosto? Acordar a expressão? Sublinhar os traços? Pôr sal e graça numa fisionomia adormecida?

Você sabe, por exemplo, acender num olhar amortecido, uma leve chama de vivacidade?

Suponhamos que você seja alourada – ou, apesar de castanha, tenha aqueles olhos meio apagados que às vezes se vêem em louras. Não é necessário carregar na maquiagem. Primeiro trabalho: sombreamento, destinado a definir, acentuar e sublinhar (sem sobrecarregar) a forma da pálpebra. Depois: com tracinhos de lápis apropriado sublinhe a linha dos cílios superiores, e acentue a linha inferior, a partir do centro da pálpebra em direção ao canto externo do olho. E, para finalizar, rímel nos cílios e lápis nas sobrancelhas (para igualá-las e acentuar-lhes a forma).”

Clarice como Ilka Soares para o Diário da Noite

Truques de maquiagem são sempre muito bem-vindos e devem ser usados como um acento nas características que a natureza já nos destinou. Um rímel para levantar o olhar, um ‘blush’ para um ar de saúde e uma boca vermelha para instigar são ferramentas ótimas e muito bem manipuladas pelas mulheres ao longo de muitos anos. Mas, como diz Clarice, afirmando sempre o “criar sobre seu verdadeiro rosto”.

Porque assim, e só assim, poderemos, além de reconhecer nosso espellho, aprofundar o nosso avesso.

(Diz aí Xchtina!)

Tags: ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: