PENSE MODA

pense_moda_amb

A balança da moda é de toda cravejada de cristais swarovskis e por isso pesa – e ofusca – um pouco mais. E o Pense Moda não se safou deste excesso de contingente carregado de brilho.

Se enquanto no palco italiano do Centro Brasileiro Britânico o excedente excedia à sua própria luz, na platéia a realidade era bem outra. Não sei se pelo preço (R$ 800,00 o pacote de três dias) ou se pela falta de educação da cultura de moda brasileira em ‘pensar moda’ (e não somente acontecê-la em festas pós-desfiles), os espectadores – e potenciais questionadores – reduziram-se a um pequeno número.

Este fato em nada atrapalha ou coloca em cheque a iniciativa de Cami Yahn, Babu Bicudo e Marcelo Jabur, gente que olha em frente e à frente para organizar e realizar um evento deste porte. Entretanto o restrito público presente já se coloca como o primeiro índice de moda a ser pensado e discutido.

Quanto ao discurso “X” ou “Y” de determinado palestrante, ok, eles estão lá em cima justamente para discutir e argumentar seus pontos de vista sobre o assunto em pauta – o que não justifica seu descompromisso com certas perguntas e atitudes vindas da platéia. Quem é convidado a debater, deduz-se, o é porque tem algo a acrescentar – a quem quer que seja. Pré-conceitos não são, em absoluto, bem vindos. Pontuando nomes (até porque foi fato e não invenção de ninguém), ouvir Daniela Falcão, editora da Vogue Brasil, devolver à Priscila (moradora do Jardim Ângela que foi convidada pelo organizadores do evento para assistir a todas as palestras e não se intimidou com nenhuma bolsa Marc Jacobs, participando ativamente das discussões) que não entendia o que ela queria dizer com ‘moda popular’, confesso, foi um pouco assustador. Afinal, mesmo a Vogue não tendo por perfil de consumidor nada que a vincule ao popular, a distância da publicação do público em questão não implica, ao público em questão, a sua anulação.

De resto, se a Osklen é ou não um ‘case de sucesso’ no Brasil (assunto que rendeu comentários em várias mesas e me deixou intrigada com o alcance conquistado, senão por ela, a Osklen, mas por Oskar, “viril garoto propaganda de sua própria marca”), se o homem brasileiro usaria paletó com bermuda ou se fazemos ‘moda brasileira’ somente pelo simples fato de residirmos neste país dos trópicos, isso são assuntos em pauta e a cada um cabe a sua opinião. O que se faz prerrogativa indispensável é um tópico discutido na mesa de blogues a respeito de seus redatores – a responsabilidade de cada colocação. Se um blogueiro deve ser responsável por tudo aquilo que publica, não deverá ser diferente, com qualquer profissional que participe de uma mesa de debates, a mesma postura.

Por fim, o que de mais saliente podemos afirmar desta segunda edição do Pense Moda é que ele próprio foi o maior assunto colocado em discussão – o que na balança cravejada, me parece uma excelente medida de conclusão.

Tags: , , , , , ,

13 Respostas to “PENSE MODA”

  1. Herbie Says:

    Vc a-ca-ba de se tornar a mais nova quero-escrever-como-você-um-dia da minha vida (ok, estava lendo os posts anteriores, só resolvi publicar o primeiro comentário aqui por parecer mais adequado e talvez o que vc mais irá notar).

    Daí que eu tô babando.
    Já acho que você devia escrever com mais freqüência! hahahaha
    😀

  2. fernanda Says:

    ai, que orgulho da nossa pupila. =)

  3. Maria Ester Says:

    Tati além bonita e fofa, inteligente e ótima escritora?
    Vc tá com tudo menina!!!!!
    Parabéns e um beijão.

  4. dusinfernus Says:

    adorei com todas as letras o seu texto
    esperto, lúcido e pessoal como deve ser um blog
    bjs

  5. laura Says:

    Tatiana,
    cheguei por aqui pela oficina.
    parabéns!
    vou linkar o blog.
    1 beijo

  6. Cris Hélcias Says:

    Texto incrível! Beijos

  7. STEVEN MEISEL - UM DOS PORQUÊS DA MODA « o avesso do espelho Says:

    […] o avesso do espelho Just another WordPress.com weblog « PENSE MODA […]

  8. Paulandre Says:

    Fiz um puxadinho do seu texto pro meu…lúcido!😉

  9. camila yahn Says:

    Oi Tati, muito legal o seu blog. Um beijo, Camila

  10. Thais Martinez Says:

    Oi Tati,

    mandou bem na conclusão! Estive lá também e faço das suas palavras as minhas.

    beijos

  11. patricia de miranda Says:

    parabens pelo post inteligente…. vim pelo oficina ;))

  12. patricia de miranda Says:

    obrigada pela visita ;)) não resisti e fiz um coment sobre o evento no meio desta falta de tempo de postar lá no blog ; ))
    bjssss

  13. OFICINA DE ESTILO: MODA PRA VIDA REAL » Blog Archive » pense moda, ouça tudo, tenha opinião Says:

    […] legal tem que dar serviço, tem que ser útil”, e a gente mega hiper concorda. No blog O Avesso do Espelho (da queridíssima Tati Rodrigues) tem post chamando atenção para o fato da “balança da […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: