EPÍLOGO DE UM AVESSO

love_on_fire

O mais legal de se ter um blog é… se ter um blog. E ponto. Ele é seu e somente a você se destina a editoração, a frequência das postagens e a entrega…

Esta, inclusive (a entrega), juntamente com a frequência e o amor, são os assuntos de hoje, já prometidos e pendentes, quase pingentes. E se não vieram antes foi porque não deu. Agora dá.

De repente resolvi não esconder meu estar do outro lado, o avesso, até por justificar que minha ausência não se encontrava com a negligência. Mas não expliquei avesso de que.

Pois bem – avesso do amor.

Esconder coisas nunca foi lá meu forte. O amor então, nem se fala. Morro, a cada amor, de amor. Mas assim, morte mesmo. Pra conjecturar, sou canceriana e sou 5, ou seja, meu signo regente é amante-sôfrego por essência e meu número é a própria incorporação numérica da crise. Praticamente um enredo mexicano.

Vai que, cosmologicamente falando, tendo, portanto, à poesia e ao romantismo mais que à racionalidade. Essência. Meu ascendente em áries ateia fogo à água de meu signo e vênus em leão faz com que eu ame a beleza e a harmonia da vida, embora seja 5 e seja crise. Minha cauda do dragão (meu sentido da vida, meu porquê, minha missão na Terra – coisas do meu mapa astral) é a (re)descoberta do meu ‘eu’, de quem sou, de fato.

Fácil…

E que a Astrologia nos ajude a (d)escrever o amor.

Dizem que depois da dor um coração faz-se muito maior ao amor… O meu está em expansão, então.

O final de uma história arremata todo o seu discurso – e nem sempre ele é muito bem escrito. O meu se pontuou com a palavra DESAMOR. Confesso que depois de entregar, feliz (muito feliz), minha vida, minha casa, meu passado, meu presente e meu futuro a um outro coração, fica o desamor um tanto sem louvor.

Mas, evocando o poder das palavras, um alguém querido leu, nisto tudo, um outro final. Bem mais coerente com a história que eu vivi, prometo:

DEZAMOR.

Que para ser alcançado, precisa de DEZ daquele que todo mundo chama de um, tão grande ele foi.

E tão, mas tão grande ele foi, que nem 9 adendos+1 porém nem 9 plantas+1 alguém irão, um dia, aproximar-se de seu além.

Afinal o pré-encher não é, em absoluto, um completar.

fim

(e a partir de agora voltemos à moda habitual)

Tags: ,

10 Respostas to “EPÍLOGO DE UM AVESSO”

  1. alda Says:

    amiga como te disse sei bem oque são “dores de amores” entendi o teu recolhimento! Bom retorno🙂 e vamos marcar aquele lunch heim?!
    bjuuu

  2. Márcia Mesquita Says:

    É ISSO AÍ GATUXA!!!!
    sempre cito sambas nessas horas, e agora é a vez de mestre cartola:
    “a sorrir eu pretendo levar a vida
    pois chorando eu vi a mocidade perdida
    fim da a tempestade,
    o sol nascerá
    fim desta saudade
    hei de ter um alguém para amar!”

    besossssssss

  3. Jodie Says:

    Que coisa, não? Eu achei seu ponto de vista fashion ótimo, mas vejo que há mais sensibilidades compatíveis.

    Beijos,

    Jodie

  4. Márcia Mesquita Says:

    heuehuaheuaeh mas nem achei outro nao… e do jeito que vai, nem vou achar tão cedo ehuaheuhauehae mas I’m fine! e é carnaval!

    besitos

  5. Maria Ester Says:

    É isso mesmo, depois de passado o período do luto, vem a vontade e a necessidade de reinventar a vida.
    Vamos marcar o almoço para comemorar as amizades e a VIDA!!!!!
    Beijão.

  6. Márcia Mesquita Says:

    é o vinícius! (de moraes!)
    HAHAHAHAHAHAHAHAH

    eu e ivi vamos brigar por ele no além!

    aqui, digita no youtube: mateus solano série O Balconista
    mto amô platonico! HAHAHA

    bjs

  7. Jessica Says:

    Ai Tati… q hr q eu fui entra aqui!
    Quase chorei, to quase assim também!
    Mas nos somos mulheres fortes e tudo mais e vai passar… uma hr vai!
    Beijão

  8. Bel Buambua Says:

    Tati, sou pisciana. Portanto também sou um enredinho mexicano, bate aqui colêga! hahahaha
    E não liga não. É aquilo que todo mundo diz: são fases, ciclos que precisam ser iniciados e terminados. E por mais que doa às vezes (sempre?), é preciso que você “feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda o pó.”. Portanto… “desejo que você tenha a quem amar, e quando estiver cansada… ainda exista amor pra recomeçar!”

    Beijão!

    P.S: desculpa comentar nesse post 1 mês depois =)

  9. Bel Buambua Says:

    P.S: aí no comment tá redirecionando pro MyCool, mas meu blog continua o Fashion Affair!
    bjooo

  10. Cada um faz o que pode « o avesso do espelho Says:

    […] ao cárcere das pautas necessárias: filosofei sobre a moda e seus símbolos quando quis; chamei o coração às palavras quando bem entendi; me preferi; fiz um post-resposta lúcido e consciente a uma grande jornalista […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: