ACORDA FIA!

Alguém aí, é, você mesmo, ou você, sei lá, alguém aí já parou pra pensar que quanto mais a gente tenta se diferenciar pela moda mais igual a gente fica a todo mundo que tenta se diferenciar pela moda?

Então pensa.

Porque se ninguém pensar, 278 dos 300 blogs de moda do bRasil vão continuar falando da transparência rendada de Carine Roitfeld; do Bad Romance da Lady Gaga; da Demi Moore photoshopada e de Bailmain na W; do novo cabelo de Vic Beckham Posh; da Drew Barrymore; da Alexa Chung; de como usar aquele lenço, aquele cabelo ou aquela jaqueta com aquela calça, pra todo mundo ficar assim bem igual, fashionisticamente uniformizado. E padronizado. E pasteurizado.

É, então pensa.

(Update: E, atéquinfim, aderi ao Twitter. Pra vocês que perguntaram e também para os que não, vai aí: @avessodoespelho. Segue lá.)

Tags: , , , , , , , , , , ,

47 Respostas to “ACORDA FIA!”

  1. Dani Says:

    Amei…………..!! por isso que nunca deixo de vir aqui!! Sempre tem algo “pensante” por aqui…. muito além desse burburinho all the same shit que tantos blogs fazem!
    Concordo absolutamente com vc… hj um dos melhores veículos de informação sobre tudo, está se “padronizando”.

    Bisous…

    • tatirodrigues Says:

      Dani vc tem toda razão. O barato do blog é que ele não tem editoria, não tem obrigação para com nada nem ninguém. E por isso mesmo tem que ser autêntico. Só assim vai fazer diferença e contribuir, realmente, com informação nova na rede. Agora, se todo mundo fala e ‘refala’ e depois torna a falar sobre a mesma coisa, cadê a novidade?

  2. Ronaldo Says:

    Eu ja parei pra pensar nisso, e você esta mais que totalmente certa, concordo plenamente !

    • tatirodrigues Says:

      Ronaldo e Danny, brigada pela concordância. A gente tem que parar e pensar mesmo, porque do jeito que a coisa tá, ler blog de moda vai acabar se transformando em leitura de receita de bolo – massificação geral!

  3. Kika Brandão Says:

    Oi, vc é a minha mais nova musa. Pelo amor de deus, vamos parar de levar a moda tão a sério, vamos ser pessoas legais sem ter que falar “fashionisses” 24 horas por dia.

    =**

    • tatirodrigues Says:

      Ai gente, né?! Porque ninguém sobrevive só se alimentando de esmalte menta ou batom laranja. Bora falar de outras coisas, musa-Kika-recíproca!!!!!

  4. Marcelona Says:

    Toma!!! É isso ai…

    ;D

  5. Danny Simões Says:

    Fato!
    Post fantástico!

    Bjo
    Danny

  6. Sara Simas Says:

    Concordo plenamente, mas adoro moda e todos esses milhares de blogs que falam dela, na minha opinião seguir a moda não é imitar tendência nem copiar celebrits, é sim saber inspirar-se com o que surge por aí e adequar isso ao seu estilo e personalidade, usando como parâmetro o bom senso (coisa que anda faltando por aí).

  7. Dani Amado Says:

    Arrazou! Como isso é verdade!

  8. Liz Campos Says:

    Adorei esta reflexão, fiz um blog para que eu me estimule a ler, a aprender escrever redações, para estar nesta onda de inclusão digital, social, tecnológica, e assim o que o povo pensa, Além de Lady Gaga que amo de loucura e os lances da moda, busquei me diferenciar, falando da minha cidade, das pessoas que aqui estão, de economia, sustentabilidade, agenda cultural e é isso ai pessoal.

    • tatirodrigues Says:

      É isso aí Liz. Os blogs existem justamente pra que cada um, ao seu modo, contribua com o que lhe é de mais pessoal e importante pra dividir com os outros. Se todo mundo resolve falar da mesma coisa (porque dá mais audiência pra blog), qual a vantagem? E qual a finalidade?

  9. bruna Says:

    concordo plenamente. de tanto tentarmos ser diferentes, acabamos todos caindo na igualdade. Afinal, se todo mundo é especial, então ninguém é!

  10. Márcia Mesquita Says:

    vou linkar isso no meu blog
    é por isso que a maioria dos blogs estão no meu blogroll de enfeite.
    todo mundo é igual, tentando fazer pose de moderno e diferente… é esse o paradoxo da moda de hoje né?

    eu, pra falar a verdade, ando de saco cheio… como me aconselhou o vitor angelo, me volto para o passado, pra estudar…

    ah esqueceu de citar gossip girls tb heheheeheheh

    beijos

  11. William Says:

    eu não poderia concordar mais com o que voce citou.
    arrasou no post!

  12. Hannah Sá Says:

    pois, uma coisa já constatei, os melhores blogs de moda não falam apenas sobre moda. ;P

    • tatirodrigues Says:

      Porque ninguém vive ou sobrevive só de moda, né?! Se for, fica chato, mais do mesmo, preguiçoso, cópia, não de modelo mas de informaçao (ou, o que é pior, cópia de pensamento).

  13. Fabiana Says:

    adoreiiii ….assino embaixo!

  14. NicoleD. Says:

    ótimo post!
    as coisas no mundo da moda on line estão ficando meio engessadas mesmo, e eu não me isento disso. É justamente como vc disse, as vezes tentando mudar a gente acaba caindo num lugar comum né…
    É horrível mas é a verdade…

  15. Samir Says:

    Girrrrrrllllllllllllll Youuuu ARE FIERRRRRRRCEEEEEE! hhaha

    Adorei. rola de Imprimir esse post e pregar na porta do Glória?

  16. Juliana Says:

    Arrasa como sempre né Têi!

  17. dannysse Says:

    Tati, querida! Honra minha ter uma blogueira bacana como vc visitando meu blog!

    Eu não acredito no hype da moda. E acho que as pessoas se vendem por muito pouco aqui no Brasil pra falar bem de coisas que nem sempre são boas. Ontem mesmo falei sobre isso no twitter; fora a questão celebridades gordas/magras que tbm já deu no saco.
    Acho necessário que essas pessoas que vivem falando o que é certo e errado ou o que é “hype” e o que não é, estudarem moda. Mas digo moda como história, pq pra mim é assim que funciona; moda muda o tempo todo, mas não quer dizer necessariamente que tem alguma coisa nova nela. E chega de Balmain, Alex Chung, tachas, “look pra copiar”, cool hunters e essa investida toda em tornar as pessoas escravas de uma única coisa: a mesmice.

    Moda tem mais a ver com diversão do que imagina nossa vã filosofia.
    Então, bóra se divertir, né?

    Bjocas e virei já sou seguidora desse blog!
    Danny

  18. Darlene Vieira Says:

    Muito bom!!!!!

    Quando criei meu blog, minha linha de pensamento era justamente não me sentir presa as tendências, porque já existem um zilhão de pessoas que dedicam seu tempo pra isso. Sua frase se encaixa perfeitamente no que penso: “Os blogs existem justamente pra que cada um, ao seu modo, contribua com o que lhe é de mais pessoal e importante pra dividir com os outros.” E assim sigo com o meu, do meu jeito, a minha maneira.
    Parabéns pelo texto e por sua total veracidade!!!!! =)

  19. moema Says:

    Então, caí no seu blog pelo da oficina de estilo. Só que de cara já me deparei com o post do bebê fêmea e com o “não dá mais para ter medo de erra”, daí pensei ops, esse é um blog diferente.
    não trabalho com moda, sou arquiteta, mas não tenho como dizer que não tenho nada a ver com ela, claro. Isso é só para dizer que sempre me irrito com quem se propõe a falar de moda dessa maneira superficial, falando fino, bafo tudo com ph. Assim como em arquitetura, artes plásticas, a moda funcionaria como um outro suporte. Que colocamos no corpo, diariamente. Mas o próprio conceito de tendência estimula isso, que a moda mude, que não tenha vínculo com afeto e seja superficial. Temos esse showzinho na arquitetura também claro, só que não existem prédios para verão e outros para inverno. Isso talvez nos faça pensar que na moda é diferente. Mas a verdade é que não muda.
    O foda, é que tudo é mais cedo ou mais tarde vira objeto de consumo, até a originalidade. E a verdade é que esses blogs rendem uma boa grana. muitos jabás, brindes, é uma pena, e para ser sincera acompanho muitos deles.
    adoro o o que você escreve, parabéns.

    • tatirodrigues Says:

      Moema, certamente a massificação não é prioridade da moda, em absoluto. O ‘facilmente se vender’ ou o ‘facilmente se suprimir’ é que tá me parecendo ser a prioridade do ser humano…

  20. Daniela Hinerasky Says:

    penso tanto nisso, que por isso nem posto, tati.
    ah nao ser pra desopilar.
    saudades, guria!😛

  21. Bebel Buambua Says:

    Uma pena que acabei de enviar o email pra você, senão teria comentado sobre esse post…

    Amei, Tati.

    Acho que foi mais que procrastinação e preguiça que me fizeram parar de postar, além de perder a vontade de ler blogs. Logo eu, que mal esperava pelo próximo post, fiquei (pasme!) 4 meses sem dar as caras. E ainda tenho minipreguiça. A gente começa a ver aquela avalance de blogs de moda, todo mundo parecido, e aí acaba desanimando…

    O que mais chateia é que fazemos aquele esforcinho para ter um diferencial, mas no fim os assuntos (querendo, ou não) acabam por ser os mesmos. Acho que falta moda do ponto de vista pessoal, e não do enlatado-tendência-unânime; falta estudo, falta visão, falta criatividade. Afinal, moda é o nosso exercício diário de comunicação e criatividade.

    Blogueiros, vamos dinamizar!

    Beijoca

  22. Like the drip drip drip of the raindrops « Dilemmas Says:

    […] ou sem saco para ler, o texto não ocupará um espaço de visão. E então que acabei de ler esse texto, e, infelizmente, me fez pensar. Infelizmente porque parece algo que não encontraremos uma […]

  23. Jaque Says:

    Vc como sempre causando um reboliço do bem, né? Well done!
    Ps: Não te achei nesse endereço que você citou no twitter! Por lá sou @jackiemsilva😉
    Besos

  24. Flavia Says:

    ASSINO EMBAIXO.
    Parabéns pelo post.
    ACORDEM FIAS!😉

  25. Anna.The Says:

    Oi Tati,

    Pensar moda não é um exercício muito comum, mais fácil falar de trends, do que as famosinhas estão vestindo e tudo talz…por isso o mundo tá cheio desse tipo de blog….no começo do meu blog eu fiquei até um pouco desestimulada, via vários blogs vazios com milhões de visitas e elogios…e o meu lá, meio parado….meus posts “mais profundos” nunca tem um retorno legal, são poucos que realmente querem discutir a coisa, sempre dizem algo tipo “legal, Anna…muito lindo, amei”… ai ai….enfim, mas não é por isso que não continuarei escrevendo o que penso…pois, como já dizia Fernando Pessoa, “escrevo o que sinto porque assim diminuo a febre de sentir”…e eu escrevo porque amo, porque tenho algo a dizer, mesmo quando ninguém quer saber…
    Enfim, blogs como o seu fazem a diferença..parabéns, bjs

    • tatirodrigues Says:

      ” ‘escrevo o que sinto porque assim diminuo a febre de sentir’…e eu escrevo porque amo, porque tenho algo a dizer, mesmo quando ninguém quer saber…”

      Depois disso, pra que mais Anna? Bejão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: